Ramon vieira: O PÉ FEIO E A SANDALIA Era uma vez um...

O PÉ FEIO E A SANDALIA

Era uma vez um pé feio e desajeitado, que havia se apaixonado por uma linda sandália. A sandália não tava nem aí pros sentimentos do pé feio, e o pé feio não entendia como havia se apaixonado por uma sandália tão orgulhosa. A linda sandália só dava valor a pés lindos, mesmo que sendo eles bastantes frágeis. Ela subestimava o que poderia em breve sentir pelo feio pé, achava que andar junto dele seria motivo de vergonha e chacota.
Mas como para todo recomeço o mundo da voltas. A sandália linda precisou um dia sair, pois estava muito sozinha e isolada em seu recanto, não havia nenhum pé por perto, a não ser aquele que ela o julgava totalmente desagradável. Mesmo assim a necessidade de sair foi maior e então ela convida o único pé disponível para um passeio, somente o pé feio podia a socorrer nesse dia. Não guardando magoa nenhuma mesmo sabendo e sentindo que estava sendo usado por motivos banais, o pé deu um jeito de surpreender a linda sandália.
No passeio, a linda sandália ficou surpresa com as grandes emoções que o pé feio havia lhe proporcionado. Ele andava, pulava, dançava, corria... Nenhum pé jamais havia lhe feito tão bem. Ela descobriu que o que vale à pena é o tamanho das aventuras e emoções ao lado de atitudes que jamais vão ser esquecidas. No auge da grande alegria naquele momento mágico para a linda sandália, ela se tora e precisa voltar para casa.
Mesmo adoentada depois de um dia agitado, ela viu que perdeu muito tempo achando que os bons momentos estavam nas lindas aparências, e viu que não importava mais o seu orgulho besta, pois estava se sentindo pela primeira vez, apaixonada por um pé de verdade.
Para o pé, aquele dia mostrou que sua paixão pela sandália, era apenas um rápido sentimento. Apesar de o dia ter sido bom para ele, não tinha passado de um dia normal no qual ele costumava ter. Ele percebeu o quanto era frágil quem sempre lhe negava um simples passeio, viu que por dentro daquela sandália que parecia forte, que demonstrava não ligar para os bons e simples momentos e sentimentos, existia um ser super frágil, incapaz de segui-lo em um grande destino repleto de aventuras e riscos, ele passou a ter a linda sandália como amiga a ajudando sempre que ela precisasse. Já a sandália passou a ver o pé feio como o mais lindo pé, e como um grande amor que não soubera aproveitar, esperando do mundo, mais uma volta para recomeçar de uma maneira que valesse sempre à pena correr os riscos.
Não se engane nem se faça enganar debaixo de uma carcaça falsa, não ligue muito pras aparências, quando você estiver amando alguém, o amor vai tratar de tornar lindo o que você possa ter um dia, achado feio. Acho que é isso... a vida só é linda pra quem ama ela.

Inserida por ramonvieira