José Marcos Barbosa: CICLOS ...E então Ele teria proclamado:...

CICLOS


...E então Ele teria proclamado:
Nada temas irmão amado,
Tudo que imaginavas perdido,
Não se perdeu ainda
E nem se perderá jamais.
O fim do mar,
Não lançará sua derradeira onda
E a terra não dará seu último fruto.
Não aceites como sendo o fim
Aquilo que poderá ter sido apenas
O início de um novo ciclo.
Milênios e milênios se passarão
E nada terá se alterado.
Tu, irmão, procurarás
Viver de forma harmoniosa
Com as coisas divinas
Pois jamais se separarás delas.
Quando a morte vos abraçar,
Terás cumprido apenas parte
De sua caminhada,
Novamente a natureza te sorrirá
E terás voltado ao convívio
Com os feitos do Criador,
Ainda que em outras esferas.

Inserida por ze.marco