Virginia Cavalcanti: Quero colocar, meu filho, a minha...

Quero colocar, meu filho, a minha dúvida. Quero te dizer que não sou perfeito, embora tenha pretendido muitas vezes - principalmente diante de você - ser o senhor de todas as respostas. Quero esclarecer, sim, que na verdade, muitas vezes desisti e quis virar as costas para o amor, para o prazer, para a felicidade, com medo do revés. Mas, ainda assim, de alguma forma, renasci. Porque sou humano. E somos feitos deste jeito, de esperança e dor. De fracasso e vontade de acertar. De uma grande luz e força que de repente despenca numa incompreensível confusão - para de novo tentar e se encontrar logo adiante. E se de algum jeito, meu filho, eu não for capaz de vivenciar esta verdade com clareza diante de você, não me julgue pela minha força e fraqueza aparentes. Não sou teu único parâmetro, embora o primeiro. E tudo que eu quero é que, se não for da minha capacidade, que seja da própria vida que você receba esta melhor herança: a de compreender e viver que somos dúvida. Humanos. E que a duvida é o que nos permite questionar e engrandecer e não deve, jamais, servir de desculpa para o não-ser.

Inserida por Natxi