Ricardo Ferrara: Ressignificar o amor pela gratuidade O...

Ressignificar o amor pela gratuidade

O amor para ser realmente o que ele é, precisa exteriorizar-se a partir dos atos. Em um mundo que "ama muito tudo isso", não sabe o que é amor, não sentiu esse amor e diz que ama mesmo assim e também não sabe dizer o que é tudo, então não é sincero, pois a sabedoria da Sagrada Escritura nos ensina que só se ama aquilo que se conhece.
A "semântica do amor" está tão desgastada que por qualquer coisa se diz que ama, esquece o verdadeiro significado do amor: a gratuidade. Dar-se, sabendo que nem sempre haverá retorno para este amor.
Então vem a pergunta, por que amar? Porque o coração humano foi feito para amar e ser amado, porém muitas vezes pode acontecer de amar sem receber retorno, e pode acontecer de ser amado sem querer amar. Outra questão provocativa: Diante disso, ainda vale a pena amar?
Parece que diante das tentações capitalistas, somos sempre tentados em querer descobrir utilidade, compensações no amor.
Só vale a pena amar se o amor estiver significado na gratuidade, senão será tudo, todavia, não será amor
Ressignificar o amor pela gratuidade, faça a tua parte, e o amor não será mero verbo, mas práxis salvadora!

Inserida por ricardo.ferrara