Walter mercado griel: En la sociedad soy una hormiga y sus...

En la sociedad soy una hormiga y sus penurias,
En el amor un felino voraz?
Me matas y me doblegas con aplique de silencio, son razón funicular?
Entonces transfiéreme tu proceder, conoceré tu mundo y sabré como será el mío.
Que no se ya una guerra de insectos.
En esa la guerra de las libélulas, la que tenga coraza y aguijón triunfara?
Una guerra de extravagancia y de vulgaridades no debe existir.
El mundo que solicito es marrón de tierra, verde, azul de aguas, de verde germinares y cielos sin trazos de protuberancia para ver el firmamento que hay en la paz y en la calma en nuestros mecer…
Porque siempre me defino por el curso de la mujer.
Presiente y absorbe que el canto de un pájaro es la voz de Dios.
El hombre y su elemental siniestra no comprenden que el pájaro debe vivir para adornar al mundo y su canto en un emblema de la libertad.
La mujer comprende que la vida es cantar y bailar.
El hombre hace de la vida una enfrascada de iniquidades.
El mundo adherido a la mujer y al amor siempre triunfa.
El hombre sobre una carro artillado solicita ser dominante y es un hecho de la desgracias.
Entones mujer con el vibrar de vientos transfiéreme tu proceder…

** Walter Mercado Griel.

Na companhia sou uma formiga e as suas dificuldades,
Em um felino voraz amor?
Mate-me e esmague-me com a implementação do silêncio, são justamente funicular?
Então você prosseguir transfiéreme, conheço o seu mundo e saber como ele vai ser meu.
Isso já não é uma guerra de insetos.
Nesta guerra de libélulas, que tem armadura e triunfo aguilhão?
Uma guerra de extravagância e vulgaridade não deveria existir.
Peço que o mundo é terra marrom, verde, azul e verde germinares águas do céu sem bojo tacadas para ver o céu lá em paz e tranquilidade no nosso balançar ...
Porque eu semper definir o rumo das mulheres.
Presidente e absorve o canto de um pássaro é a voz de Deus.
O homem eo seu elementar sinistra não percebem que o pássaro deverá adornam ao vivo para todo o mundo e ela cantando em um emblema da liberdade.
A mulher percebe que a vida é cantar e dançar.
O homem faz da vida de um contratado iniqüidades.
O mundo aderiu a mulher eo amor semper triunfos.
O homem num carrinho artillado a ser dominantes e pedimos é um fato de desgraças.
Então a mulher com ventos agitar o seu transfiéreme avançar ...

** Walter Mercado Griel.
espanhol

Inserida por anaferreira