Karen: Encontre em você mesmo Tantas coisas...

Encontre em você mesmo

Tantas coisas acontecem, e nós reclamamos, sentimos raiva, ódio a ponto de fazermos coisas terríveis, que podem prejudicar a nós mesmos.
Reclamamos quando alguém nos pede um favor , um favor simples que seja, que apenas mude a nossa rota, e nos faça perder um minutinho ou outro e nós reclamamos, ficamos irritados, nervosos, quando, ao invés desses sentimentos deviamos nos sentir privilegiados por poder fazer um favor a alguém, deviamos agradecer por ter condições de fazer algo a alguém.
Nós sempre nos esquecemos, daqueles que não podem, daqueles que não conseguem, daqueles que não possuem tanto tempo assim, daqueles que sabem que um minuto é decisivo.
Me impressiono com os meus próprios atos, com os atos de quem esta a minha volta. Tudo nos encomoda, nada esta bom, e as vezes reclamamos tanto, tanto de nossos problemas, que não temos tempo de sermos felizes e aproveitarmos a vida.
Enquanto isso muitas pessoas impossibilitadas, que passaram por momentos decisivos e tem a vida contada no relógio, estão vivendo com a maior felicidade, esquecendo seus problemas, trocando dor por sorrisos.
Nós deviamos parar para pensar, quem são os doentes de verdade?
Os doentes são aqueles que tem algum tipo de problema de saúde, que lutam com força, vontade e felicidade.
Ou os doentes são aqueles que sem qualquer problema, reclamam de tudo, e não sabem viver aproveitando suas vidas.
A resposta certa está em nossas caras, os doentes somos nós, que não sabemos como aproveitar essa vida que temos, doentes somos nós que passamos horas irritados por bobagens e que para sorrir nos custa muito. Nós não temos nem tempo de reparar que nós somos doentes, nós não precisamos lutar contra o tempo e mesmo assim insistimos, nós somos neuróticos, preguiçosos, estressados, egoístas, desleixados, e por aí vão os sintomas de nossa doença.
Só conseguimos olhar para nós mesmos enquanto o espírito de coletividade se afasta cada vez mais, gostaria de saber porque somos assim e não mudamos, será que nossa doença não tem cura?
A verdade é que para nos curarmos precisamos de nós mesmos, precisamos ter vontade e companheirismo, precisamos acreditar em nós e acreditar na felicidade.
Todos somos capazes, só não é capaz aquele que prefere não mudar, prefere ser grosseiro e levar essa vida caótica adiante sem conhecer a verdadeira felicidade.
Felizes são aqueles que puderam por um dia conhecer a infelicidade, e a conhecendo bem não gostaram então, resolveram ser felizes.

Inserida por kaaaren