Paloma Fernanda: MIL LÁGRIMAS Quando estou mal não...

MIL LÁGRIMAS


Quando estou mal não quero nada, só sentar e chorar
Possuo tanto sentimento pelo qual não sei se hei de suas dores suportar
Quando estou mal não faço nada, senão deitar e sofrer
O que exatamente comigo está acontecendo?
As lágrimas nunca param de escorrer.

Este sentimento me deixa enjoada, já não encontro distração.
Não sei como fazer parar, essa dor corrói todo meu coração,
Tristeza líquida de meus olhos ela faz brotar.
Sinto-me só no meio da multidão,
mas por completa quando comigo você está.

Como eu queria tomar a coragem de lhe dizer tudo,
de olhar no fundo de seus olhos e contemplar
aquele brilho, aquele verdadeiro brilho a escapar,
raros como um eclipse lunar.

Momentos bons, momentos ruins
Já não sei o que pensar, não sei o que fazer
Mas afinal, o que saber?
Nem ao menos isso eu sei.
Só sei que não sei o que fazer,
como viver...

Este sentimento faz de mim um ser noturno
Pois penso, logo não durmo.
Quero chorar até adormecer,
Quero sonhar até não mais acordar.
Pois amanhã será igual a hoje.
Meu caro amor, imploro-te, ensina-me a sem ti viver
Ou então, eternamente por ti hei de esperar.
Meu caro amor, você eu não consigo mais deixar.

Inserida por Paloma.Fernanda