Rafael Sorano: Amaldiçoada Incerteza Quem sabe um dia...

Amaldiçoada Incerteza

Quem sabe um dia os corpos celestes se descuidam e nos experimentamos.
Hoje, rios caudalosos, montanhas, dúvidas, quilômetros de estradas sinuosas nos arredam.

Como essa conexão censurada pode conformar-se? Confirmar-se? Exaurir-se?
Não sei... sabe?
Teme?

O que ficaria para trás?
E o que nos poderia vir?
Serão esses os estímulos... ou as hesitações? As hipóteses?

É aflitivo como a profusão de vida pode ser pior que a escassez.
A incerteza como ventura é a certeza da propensão.

A vida é uma só?
Quantas podemos viver em uma?
Qual valerá? Todas?

Dúvidas! Duvidas?

Inserida por RafaelSorano