Rafael Sorano: Sem Você As noites são longas e as...

Sem Você

As noites são longas e as madrugadas são frias
O corpo dói
A alma cansa
O sentido se esvai na inexistência do motivo
A vontade acua
O gesto recolhe
O reencontro refugia a esperança
A incerteza do instante
De Beijos loucos de paixão
Aflige
As tardes são lentas e os dias são quietos

Inserida por RafaelSorano