Josemaría Escrivá: Não queiras ser como aquele catavento...

Não queiras ser como aquele catavento dourado do grande edificio; por muito que brilhe e por mais alto que esteja, não conta para a solidez da obra.

- Oxalá sejas sempre como um velho silhar oculto nos alicerces, debaixo da terra, onde ninguém te veja; por ti não desabará a casa.

Inserida por clevia