Bárbara Lédo: A verdade está na coragem de amar e...

A verdade está na coragem de amar e sentir-se amado sem cobranças e tantas alienações. Aprisionar a si ou outrem não cabe para aquele que deseja amar. Parece fácil render-se às algemas do companheiro e culpar o que sentimos e não o que fazemos ou nos permitimos sofrer. Covardia. Afinal, atingir o inatingível é muito mais simples do que assumir as próprias derrotas. E nos deparamos num mundo assim, no qual nós mesmos ignoramos nossas atitudes numa pobre tentativa de não sofrer, quando estamos apenas adiando a dor do reconhecimento de nossos próprios erros.

Inserida por anomia