Lázaro do Espírito Santo de Freitas: Um dia, um dia acordei, sem saber o que...

Um dia,

um dia acordei,
sem saber o que fazer,
caminhar sem destino,
ver simplesmente o mar;

mar de eterno amor,
amor de eterno prazer,
viver sem saber, o amanhã,
ver o dia nascer, um novo

amanhecer, viver em ti,
meu coração a ti,
esperar os dias passar,
e um dia nos encontrar,

do primeiro beijo eu roubar,
um belo jardim te encontrar,
para então aos seus braços,
deitar e com um simples olhar te amar..

Inserida por h4ck4r