Sandra azevedo mello: MAGOA TU ME MAGOA TANTO TÃO POUCO...

MAGOA

TU ME MAGOA TANTO
TÃO POUCO PERCEBE O MEU MORRER
A TODA HORA A CADA INSTANTE
NÃO VE EM MEU ROSTO MINHA TRISTEZA
SE QUER PERCEBE QUE NÃO DIGO NADA
NEM MESMO NOTA QUE ESTE MEU CALAR
É MINHA SOLIDÃO A MINHA MÁGOA
QUE MESMO AO TEU LADO SINTO-ME TÃO SÓ
PORQUE TU ME ANULAS A CADA INSTANTE
A IRONIZAR AS MINHAS QUEIXAS


ANTES CHORAVA
E FICAVA TRISTE
AGORA TE IGUINORO
TU NÃO MUDASTE EM NADA
ESTE TEMPO TODO
SO ME FAZ PROMEÇAS,
DOCES MENTIRAS.
E APRENDICOM O TEMPO
QUE NÃO VAI CUMPRI-LAS

PORQUE PERDER MEU TEMPO
COM TOLAS BRIGAS
PALAVRAS SOLTAS
QUE NEM MESMO ESCUTA
E NEM O SILENCIO
DA MINHA ALMA TRISTE

TU ÉS TÃO TOLO
QUE JÁ ME PERDEU
HÁ TANTO TEMPO
E NEM PERCEBE
NEM MEU SILENCIO
QUE TE FALA TUDO
E NÃO ESCUTA NADA
NEM OS SOLUÇOS
DO MEU CORAÇÃO

Inserida por Sandra-Mello-flor