Antonielson Sousa: Não me sinto bem Prosopopéia venenosa....

Não me sinto bem
Prosopopéia venenosa.
É essa de dar cordas a tais bonecos.
Que mascarados,
Dizem-se chamar homens de valor.

Mentira.
Puro alicerce feito a palitos.
Entristeço-me por meus irmãos
Que sustentam meras epidemias.

Cães em pele de pomba.
Escândalo sem igual,
Lídimo Judas Iscariotes,
Coisa de corações inabitáveis.

Olhar e atentar a isso
É o pequeno favor que caba a nós.
Desmandar aquilo que,
Talvez tenhamos ingenuamente visto.

Dar valor a quem é de valor,
Aqueles que são um de nós,
Que abraçam a justiça,
E não se entregam à triste corrupção.

Essa é a nossa causa,
A quem devemos findar “almamente”.
Fazer parte da nossa estrada,
Parceira inseparável.