Lenny K.: ...É que agora, ela se sentia incapaz...

...É que agora, ela se sentia incapaz de ver sentido nas coisas, nas pessoas. Tudo estava fora do lugar, inclusive ela. O chão que antes apoiava os pés e a segurava agora já nao existia mais, ela flutuava, mas não era de felicidade,nem de amor, alguma coisa lhe faltava, algo que a prendia sob o chão havia ido embora e a única coisa que restava era ela, sua solidão e o resto do mundo. Mas o que era o mundo? Todas aquelas pessoas sorrindo, indo, vindo, todos aqueles olhares, paladares e mares estavam sem cor, sem sabor. E nada lhe fazia sentido, nada estava certo, e isso a incomodava.
Ela sentia falta de sua infância naquele momento, sentia falta de quando tudo era apenas colorido, tão simples. Onde estavam agora aquelas cores? Onde estavam os grandes balões? As bolas de chiclete, os confetes, as flores, a grama verde, o cheiro de terra molhada? Por um momento ela pôde sentir o vendo bater em seu rosto, como uma resposta para todas essas perguntas, como se ele pudesse ouvi-la, ler seu pensamento e responder: " Eu me lembro de quando a felicidade estava presente nas simples coisas, no simples chocolate ganhado, no nariz pintado e no palhaço espantado! Me lembro quando as pessoas eram sinceras, quando o amor era intenso e verdadeiro, quando a mentira era usada apenas por pessoas más" ...

Inserida por Karenthaise