Juliana Franco: Pra ela. Pra ela essa falta é tão...

Pra ela. Pra ela essa falta é tão forte, como ela consegue suportar? É como se ela quisesse se livrar, porém não conseguisse. Ela abre os olhos, olha adiante, tenta tornar com que os dias e seus acontecimentos sejam mais leves, como se fosse dona na arte de se auto-enganar, na arte de esconder dela mesma aquilo que já esta farta de saber, como se dessa forma fosse amenizar ou até talvez fazer desaparecer tudo isso, que a ela dói profundamente. Que difícil é pra ela, que difícil é, segurar, calar isso tudo. Ela não se move, não respira enquanto pensa nisso, não sabe porque, e pra melhor ela sentir-se não tenta mais entender.

Inserida por JulianaFranco