Roger Ceccon: Dói sim, assim, quando me olhas. E do...

Dói sim, assim, quando me olhas. E do fundo da íris dos teus olhos, me evoca, esta dor.
O cheiro que sinto, quando te abraço, e num chão de giz, te embaraço, e danço as lindas sonoras de amor.
Sinfonia com tons requintados, perfume de suores molhados, num balanço meigo de amor.
E da pétala carrega consigo, num coração rouxinol, do louro e fantástico sol, és como o aroma que solve, da flor.

Inserida por rochiceccon