Fernando Uynne Grimaldo.: Desejo Mundano São tantas as ânsias De...

Desejo Mundano

São tantas as ânsias
De um corpo braseiro
De um moleque faceiro
Que só sabe te amar
São tantos olhares sagazes
Dos garotos loquazes
Que se deitam contigo
E que dizem gostar
Que eu calo um berreiro
Faço do fel meu cinzeiro
Acabo os cigarros inteiros
Que nunca pude fumar.
Eles agarraram sua nuca
Sentem seu cheiro
Te lambem inteiro
Pra poder te amar?
Se abnegam de tudo
Se fazem de surdos
Falam absurdos
Pra você se alegrar?
Você não nega gracejos
Aos que ali estão por estar
Aos garotos, os beijos
Que só você tem pra dar.
Então eu vou sorrateiro
O seu menino faceiro
Vai embora ligeiro
Pra não mais voltar.
Vai correndo, voando
Fugindo da dor
De um desejo mundano
Que é querer te amar.

Inserida por ferdix