André Lima: Confissões de um pai Filho, sei que...

Confissões de um pai

Filho, sei que não mereço
Todo o seu apreço
E preocupação
Perdoa se um dia eu te faltei
Juro eu nem notei
Que vivia de ilusão

Filho, tenho que admitir
Andava por aí
Só de bar em bar
Hoje vendo como eu estou
Quase sem amor
Dá vontade de chorar

Filho, eu não estou sozinho
Você é o caminho
Que eu tenho que seguir
Sei que a esperança não morreu
Você me convenceu
A nunca desistir

Filho, nunca te dei um beijo
Mas hoje o meu desejo
É estar sempre ao teu lado
Definitivamente regressei
Não sabia, agora eu sei
Como foi triste o seu passado

Filho, a minha alegria
É ver que a cada dia
Você melhora mais
Agradeço à Deus por ter um filho assim
Não se esqueça de mim
Eu te amo demais

Inserida por andrelima