George W. Bush: "Trouxemos justiça ao mundo e à...

"Trouxemos justiça ao mundo e à América. Espalhamos liberdade pela humanidade. Continuaremos nosso trabalho."
Obs.: Em 3 de novembro, no discurso da vitória ao ser reeleito presidente dos EUA. [George W. Bush]

"Vamos agarrar os pés deles perto da fogueira para garantir que a democracia prevalece." [George W. Bush]

"A minha viagem à Ásia começa no Japão por uma razão importante. Começa aqui porque desde há século e meio a América e o Japão fizeram uma das maiores e mais duradouras alianças dos tempos modernos. Desta aliança resultou uma era de paz no Pacífico."
Obs.: Em Tóquio, 18/02/2002. [George W. Bush]

"Entendo que a agitação no Oriente Próximo cria agitação em toda a região."
Obs.: Em Washington, 13/03/2002. [George W. Bush]

"Afinal, há uma semana Yasser Arafat esteve cercado no seu palácio de Ramallah, claramente um palácio cheio de pacifistas alemães e de todo esse tipo de gente. Agora foram-se embora. Arafat agora é livre de mostrar a sua liderança, e de governar o mundo."
Obs.: Em Washington, 02/05/2002. [George W. Bush]

"Vocês também têm negros?"
Obs.: Ao presidente brasileiro Fernando Cardoso, Estado de São Paulo, 28/04/2002. [George W. Bush]

"O problema dos franceses é que não têm uma palavra para entrepreneur."
Obs.: Em uma conversa com Blair. [George W. Bush]

"O sistema de educação pública é um dos fundamentos da nossa democracia. Afinal, é onde as crianças da América aprendem a ser cidadãos responsáveis, e aprendem as habilidades necessárias para tirar vantagem da nossa fantástica sociedade oportunista."
Obs.: Em 15/05/2002. [George W. Bush]

"Quero que se diga que a Administração Bush está orientada para o resultado, porque acredito no resultado de focar a atenção e a energia na educação das crianças na leitura, para que tenham um sistema educativo atento às crianças e aos seus pais, em vez de ter em vista um sistema que rejeita a mudança fará a América ser o que queremos que ela seja, um país de gente que sabe ler e sabe ter esperança."
Obs.: Em Washington, 11/01/2001. [George W. Bush]

"É importante entender que se houver mais intercâmbios comerciais haverá mais comércio."
Obs.: Cúpula das Américas, Quebec City, 21/04/2001. [George W. Bush]

"Um dos denominadores comuns que achei é que as expectativas surgem sempre em torno do que se espera."
Obs.: Los Angeles, 27/09/2000. [George W. Bush]

"Nós queremos que qualquer pessoa que possa arranjar um trabalho seja capaz de arranjar um trabalho."
Obs.: Programa 60 minutos II, 05/12/2000. [George W. Bush]

"Sei que em Washington há muitas ambições. É natural. Mas espero que os ambiciosos percebam que é mais fácil triunfar com um êxito do que com um fracasso."
Obs.: Em entrevista à Associated Press, 18/01/2001. [George W. Bush]

"Comprometemo-nos a trabalhar com ambas as partes para levar o nível de terror a um nível aceitável para ambas as partes."
Obs.: Washington em 02/10/2001. [George W. Bush]

"Penso que se você sabe o que pensa, será muito mais fácil responder à sua pergunta. Não posso responder à sua pergunta."
Obs.: Reynoldsburg, Ohio em 04/10/2000. [George W. Bush]

"Deveria perguntar a quem me fez a pergunta. Não tive oportunidade de perguntar a quem me fez a pergunta qual foi a pergunta que me fez."
Obs.: Austin, Texas em 08/01/20001. [George W. Bush]

"Eu gostaria de ter estudado latim, assim eu poderia me comunicar melhor com o povo da América Latina."
Obs.: Durante uma visita do atual Presidente do Brasil, Lula. [George W. Bush]

Inserida por Calypso