Miguel westerberg: Para onde quer que eu dirija os meus...

Para onde quer que eu dirija os meus olhos tudo se transforma em nostalgia. Saudade e fado duas palavras verdadeiras para se descrever a minha condição como ser humano.

Inserida por israelwest