Desconhecido: Asas negras e longas, Cabelos escuros...

Asas negras e longas,
Cabelos escuros reluzindo sob o luar perpétuo,
Portadora de um olhar lúcido e sereno capaz
Congelar a alma de quem o desfruta,
Esta és tu,
Que esvoaça sob a relva noturna
Transpassando as cortantes brisas de inverno
Cintilando pela escuridão vazia e lúgubre,
Junto aos cadentes astros que
Decaem em uma chuva prateada,
Banhando-te em glória,
Aqui estás tu
Pairando pelos céus bem-aventurando
As pobres almas à vagar,
Mas eis que o predominante se torna recessivo
E o antes poente agora renasce
Irradiando Límpidos raios
Avermelhando o horizonte
Em Forma de um imenso sorriso,
Como se este a agradecesse por
Resguardar-nos em sua ausência,
Esta é sua deixa, então em um ultimo ato,
Tu te desvaneces por entre as aveludadas nuvens
Que te acolhem mais uma vez ao seu seio,
Resguardando teu brilho, tua essência,
Para que possas nos deslumbrar novamente.

Inserida por marisafmarisa