Eduardo de Paula Barreto: FOLHAS SECAS DE OUTONO Caiam folhas...

FOLHAS SECAS DE OUTONO



Caiam folhas secas de outono

Sobre a terra avermelhada,

E no mais repousante sono,

Num mundo livre, sem dono,

Suspirava a moça apaixonada.



Ela viu chegar um lindo cavaleiro

Montado num cavalo branco,

Ele a arrebatou por inteiro

E sobre o animal faceiro

Saíram a passear pelo campo.



Milhares de pássaros entoavam canções,

Os jardins estavam floridos e perfumados,

Não existiam as quatro estações,

E ela sentiu muitas palpitações

Quando percebeu que o cavalo era alado.



Lá do alto ela via as serras

E as nuvens que as cobriam,

Via também escorrendo pela terra,

Alimentando as plantas e as feras,

As águas que nos rios corriam.



E ao pousar sobre uma colina

Nos braços ele a tomou,

E olhando para cima

Viu-se refletida na retina

Do homem que a conquistou.



E ela não resistiu aos encantos

E se deixou beijar pelo amante tão hábil,

Mas acordou em prantos

Ao perceber que foi o vento brando

Que jogou folhas secas sobre os seus lábios.



EDUARDO DE PAULA BARRETO
www.opoetizador.com

Inserida por opoetizador