Victor Velôso: Resguardo de Solidão Recolho-me ao...

Resguardo de Solidão

Recolho-me ao anoitecer
Esperando até o dia amanhecer
Um dia ele virá, com certeza
E me trará de volta, toda minha pureza

Minha solidão é fruto da minha ilusão
De sempre acreditar que o coração
Sempre diz o melhor para mim
E termino ficando assim:

Meu doce amor
Sua pele delicada como um suave véu
Seus olhos brilham como a luz do céu
Eu estou perdido, dentro da cidade do paraíso
Guie-me com esse teu radiante sorriso

Meu pequeno bebê
Nos meus sonhos, sou capaz de te ter
Apenas por um segundo, por um minuto
E com um gesto nada resoluto
Privo-me de viver esse prazer

Minha amarga ilusão
Contento-me com seu sorriso
E em me esconder, sem você saber
Em teu coração, no teu viver
E ali morrerei, sem o menor aviso

Inserida por Verdoso