Catarina Portela: Menino, que quero sempre perto, menino...

Menino, que quero sempre perto, menino que fazes falta, que choras e ris comigo.
Que falas pouco mas sabes muito.
Menino que a vida fez amadurecer depressa.
Menino com medo…

Pequeno homem, de grande valor.
Se a vida te der tudo o que quero para ti… Serás dono do mundo.

Diz-me que vais abraçar os sonhos com garra. Que vais lutar para seres feliz, que vais continuar a ser assim, e o tempo te vai conservar, e guardar-te para sempre.
Vontade que tenho de preservar esse coração de ouro, essa inocência perfeita que faz falta ao planeta. Essa calma que continua a fazer de ti, dos pedaços de mim que mais me orgulho. Aquele pedaço que não dá desilusões nem faz confusões.

Tão crescido o meu pedaço, que me faz sorrir apenas com a presença.
Que me dá vontade de abraçar de não deixar nunca mais.
Desejei-te bem cedo, ainda não sabia que teríamos que sofrer juntos tantas dores.
Desejei-te pequenino, calmo, amigo, querido, desejei-te pedaço de mim.

Agora sonhas, lutas e ainda não vês o mundo como ele é, é fantástico olhar e ver-te engrandecer devagarinho.
Menino, que trago sempre comigo…

Inserida por CatarinaPortela