Adriano Hungaro: NÃO ME PEÇA PARA PARAR DE SONHAR Não...

NÃO ME PEÇA PARA PARAR DE SONHAR

Não me peça para parar de sonhar; não... não me peça! Isso seria impossível de acontecer, jamais conseguiria cumprir esse pedido. De fato, eu sonho sempre. Sonho porque sonhar é uma necessidade, é uma forma de sobrevivência. Eu definitivamente sonho para sobreviver e, principalmente, para viver melhor. Sonho dormindo e acordado, sonho sempre e em todos os cantos, em todos os lados desse mundo pouco colorido e tão desconhecido. Sonho porque sonhar é uma morfina, é um veneno refinado para superar a própria monotonia da vida. Sonho para criar, para recriar, para descobrir sentimentalidades e sensações; sonho para desenhá-los no papel e cumprir tudo aquilo que escrevo. Sonho porque um homem sem sonhos é apenas um vegetal; um ser sem perspectivas, sem iniciativas, sem idéias e ideais e – acima de tudo – um ser sem vida! E eu... ah, eu vivo sempre... sonhando dormindo ou acordado; cumprindo todos os sonhos!

Inserida por AdrianoHungaro