Vespasiano Ramos: SAMARITANA Piedosa gentil Samaritana:...

SAMARITANA



Piedosa gentil Samaritana:

Venho, de longe, trêmulo, bater

À vossa humilde e plácida cabana,

Pedindo alívio para o meu viver!



Sou perseguido pela sede insana

Do amor que anima e que nos faz sofrer:

Tenho sede demais, Samaritana

Tenho sede demais: quero beber!



Fugis, então, ao mísero que implora

O saciar da sede que o consome,

O saciar da sede que o devora?



Pecais, assim, Samaritana! Vede:

- Filhos, dai de comer a quem tem fome,

Filhos, dai de beber a quem tem sede.

Inserida por raimundasaraiva