Maisquetudo: Entre o mar e os céus Lá longe! Entre...

Entre o mar e os céus

Lá longe! Entre o mar e os céus!
Na crista das ondas, um barco navega.
Da praia, aceno-lhe um adeus,
Sobre a branca areia, onde o mar se entrega.

Tão longe! No vasto horizonte,
Ainda se avista ao entardecer,
Por trás, a cor deslumbrante
Do vermelho e ouro, do sol a morrer.

Erecta, me atrai o fascínio
Da cena mais bela que hei imaginado!
E o sol, já no seu declínio,
Aureola o barco, qual fantasma alado.

A lua, em quarto crescente
Se eleva no céu, num traço oblíquo;
Emana tão fosforescente
Cor, azul celeste, que entro em delíquio.

Eflúvios da madre natura,
Envolvem meu ser, em mansas marés.
No sonho, um amor de lonjura,
Na renda de espuma, vem beijar-me os pés.

Inserida por maisquetudo