Maisquetudo: Colibri ou Beija-Flor O sol brilhou...

Colibri ou Beija-Flor


O sol brilhou naquele dia despertando a fauna e a flora

A rosa de um qualquer jardim se abriu exibindo a côr.

As outras, em botão, quietas ficavam jardim fora

Invejosas daquela que atraía o Beija-Flor.



Vinha voando o Colibri e mirou a côr

Da rosa aberta como dádiva da vida

Junto ao perfume que expândia em seu redor

Numa oferta amorosa, na ânsia de ser colhida.



Abrandou o Colibri e pairou, ao vê-la assim

Escorregou pelos estames e debicou os pistilos

Beijou quais lábios rubros as pétalas de cetim.

Imaginando eu a língua em entumescidos mamilos.



Na permuta com o néctar coligaram-se em extreme fervor

No frémito da paixão que apenas um instante permanece

Levou e deixou em troca a essência do amor

Num extâse esfusiante qual coração que estremece.

Inserida por maisquetudo