Neilson Moreira: SONETO DE NECESSIDADE É imensamente...

SONETO DE NECESSIDADE



É imensamente preciso
Que sofra um sofrer de sangrar
Fundo, o coração conciso
Em faces de se esfacelar

É preciso, intenso castigo
Velar um ansioso não
Amar o pior inimigo
Lutar contra a saga de um cão

Que seja além de pior
De tão necessária, a dor
Há de ser tão vasta, e doer

Qual ócio. Pois que o amor
É uma coisa; e mulher
Um negócio de enlouquecer

Inserida por neilsonmoreira