Adriano Cezar: Se sentado, desenho teus traços no...

Se sentado, desenho teus traços no papel da mente
Se de pé, caminho segurando tua mão imaginária
Se deitado, mexo em teus cabelos ficticios
E se dormindo, fico na utopia de acordar do teu lado

Utopia que verossímil será muito em breve
A adormecer e despertar encarando teu rosto
Numa manhã de um domingo insípido
Que tornar-se-á agradabilíssimo feita tua presença

E feito teus beijos, teus afagos, teu carinho
Feito teu aninho, teu cheiro e tuas palavras
A vontade que você me dá de
Jogar a Terra pro alto, e te levar pra morar na Lua

E se lá monótono for, mudaremos para o pequeno planeta
Onde grudadinhos ficaríamos, tornando-nos ainda mais necessários um ao outro

Os campos de trigo não me lembram coisa alguma
Mas tu tens cabelo cor de ouro, e então será maravilhoso quando me tiverdes cativado ainda mais
O trigo que é dourado fará lembrar-me de ti
E eu amarei o barulho do vento no trigo...

Ainda que não possa suprir com metáforas literais tudo aquilo que eu desejo
Sou capaz de sucintar o essencial em 7 letras, com uma certa repetência: M-A-R-I-A-N-A
E isso presente se fará dentro em pouco, o tempo irá se aliançar a nossos desejos
E a felicidade se fará diária, não que não seja, mas será intensificada

Dizer de ti minha namorada me é motivo de orgulho
Tenho já enorme noção da amplitude disso tudo e do valor que tens
Como amiga, namorada, mulher e amante, e quão bem desenvolve teus papéis
Todos eles, se não és perfeita, avisinha a mestria

Inserida por dreezao