C. S.B.: Nem eu, nem meus amigos, nem mesmo as...

Nem eu, nem meus amigos, nem mesmo as pessoas das quais não me relaciono...
Nem eu, nem elas e nem ninguém consegue acreditar nesse sentimento que surgiu em mim...
De uma brincadeira boba, em um verão qualquer, conheci a pessoa q acabou fazendo a diferença na minha vida...
Eu, que sempre julguei amores repentinos...
Eu, que me julgava incapaz de amar assim tão rapidamente...
Logo eu, me entreguei a esse sentimento, sem medo, vergonha ou pudor...
Foi tudo tão rápido e intenso que jamais poderia imaginar que as conseqüências poderiam se tornar as que hj me fazem sofrer e buscar a resposta..
Pq eu?
Não assim, desta forma...
Onde meu amor (enorme), luta para quem sabe, em algum cantinhu desse coração de pedra exista alguma forma de sentimento...
Sentimento esse que esteja acima da amizade ou do carinho...
Paixão ou amor...
Tanto faz, os dois se tornam pequenos perto de tamanha absseção que sinto...
Mesmo não merecendo...
Mas quem foi que falou q não merece hein??
És portador de uma beleza tão grande e diferente daquilo tudo o que estava habituada a julgar belo ou digno do meu amor...
Se esta longe, é pq assim julga certo...
Mas ao mesmo tempo, pode estar longe, cheio de vontade de estar perto...
De uam vez, deixe esse orgulho de lado...
Pq sofrer se sabes que é de ti todo o meu amor...
Que é por ti que choro...
Que é pra ti que guardo o meu amor...
Carinho...
Minha vida..
É isso..
És dono da minha vida,
minha alma
e meu coração...

jah não tenho mais vergonha de te amar, muito menos de naum ser amada por ti...
sou feliz mesmu assim....
e sempre serei...
pois pra mim basta saber que você existe...

Inserida por carinesb