Ana Maria Gazzaneo e Pedro Gonzalez: Na Natural Seleção Mãe Natura é...

Na Natural Seleção
Mãe Natura é Implacável
Se não puser coração
Poesia fica impraticável

Pedro Gonzalez

Belezas ao léu se vão
Só um deserto se ceva,
Se não restar mais paixão...
Respeito à ordem primeva!

Ana Maria Gazzaneo

Paixão?! Chama que abrasa,
Pra me queimar, venha logo
Escancaro a porta de casa
Com ou sem chama, chama fogo...

Pedro Gonzalez

E teu treino com bombeiros?
Tá querendo desafio?
Paixões são fogos morteiros...
Paixão? Arranco o pavio!

Ana Maria Gazzaneo

O estopim já aceso
"nada segura o Sansara"
um beijo de contrapeso
e a colher a seara!

Pedro Gonzalez

Céus desnudos, tudo aclara...
Já não penso mais em nada...
Puro amor que se escancara?
Fico a sonhar na sacada!

Ana Maria Gazzaneo

( ..."nada segura o samsara")

Da sacada ao chão duro
são poucos metros de queda
mas da sacada ao céu puro
é o Cosmo que me enreda!

Pedro Gonzalez

(...Tua altivez, minha estela...)

Quedo-me ao chão, voo espaço...
Tenho as asas da alegria.
De sacada em ti me acho...
Descortinada a poesia...

Ana Maria Gazzaneo

Voo alto, asas ou vinho...
Acrobacias ou tropeços...
Na sacada do vizinho,
Um olhar... Será o começo?

Pedro Gonzalez

Mais em cima, mais embaixo...
Mais do lado, acerto o passo.
Verso truncado ao capricho?
Deixa disso, aperta o laço!

Ana Maria Gazzaneo

Laço apertado, gravata?
Passo apertado, ladeira?
Punho apertado, bravata?
E ela se diverte, faceira!

Pedro Gonzalez

Ele enfim já compreende
De tudo a grande beleza
Diversão que se dispende
Palavrinhas sobre a mesa...

Ana Maria Gazzaneo

Inserida por anamariagazza