João Vitor Rocha: "Perdoe-me se o rumo tomado foi...

"Perdoe-me se o rumo tomado foi desastroso e fátuo, concordo. A vida e suas façanhas incompreensíveis, por vezes, inesperadas por todos os pagantes de seu ingresso barato.
Pagantes impacientes pelo suor. Sedentos de amor. Gélidos por calor. Despreparados!
Vejam só como somos inocentes, basta um sorriso agradável para que nos deixemos levar pela insanidade da vida, desta vez, um tanto louca. Sim, pois agora temos o tal do amor, o tão esperado calor e com ele o suor, o beijo. Paixão, essa é a tal apresentação, que efêmera, talvez faça, para alguns, valer a pena o preço pago pela vida.
Amar e ser amado. Sim, esse é o verdadeiro norte que nos mantém vivos e não as badaladas cifras. O meu deus, se não o amor para nos fazer feliz!

Já tenho a grandeza dos deuses... Tenho a quem amar!

Se feio o patinho não fosse, conhecido e famoso não seria. A relatividade está ai, quando tudo o que pensamos para nossas vidas, de um jeito todo sistemático não convém ao dono do destino, de nossas vidas. O coração!
Ele, vocês querendo ou não, manda em nós, e isso só é compreendido pelo homem que fala a língua do amor. Tornar-se escravo da razão é não saber amar e a vida é muito, muito o bastante para que não seja vivida longe de tudo, como Eu- sozinho, onde o suspiro ofegante do apaixonado não existe.

Ela, pequena, nos faz pensar, refletir sobre tudo. O momento em que tornarmos pais de si próprios. Tão pura... Tão branda que brincar com Ela nos faz desenvolver a criança que somos e nunca deixaremos de ser. Dúvida!
Ser Homem e com você viver por muitos anos ou ser Criança, que brincando ao seu lado faz-se feliz?

Sofrer e não saber o porquê, eis o motivo que mata o menino, que fere o homem. Chorar por não querer o que sempre quis, me perdoe atriz!
Sentir falta do carinho que outrora fazia parte do passar das horas e não ver solução para tanta desilusão. Arder em chamas todo o cenário de maravilhas que fora criado por duas razões em sintonia. Sangrar todo o chafariz de alegria construído por dois corações apaixonados. Viver a distância inescrupulosa e impiedosa capaz de separar dois sonhos de vida. Por isso, ainda assim, continuarei a me enganar, mas certamente não machucarei seu nobre olhar.

A venérea situação em que me encontro não condiz com o passado, que de mágicas e doces aventuras foi vivido. Tremer e não permitir que Ela saiba o porquê, essa é minha prova de amor! Acredite em mim, faço-me forte para que ao menos tenha chance de sobressair de tal situação. Eu te amo!"

Inserida por JVRDentista