Deborah Strougo: Ah, meu querido! Você diz amá-la...

Ah, meu querido! Você diz amá-la tanto, usa belas palavras, sempre que possível envolve-a com seus braços, e ainda sim; não se contenta somente com o amor de vocês. Conquista todas as possibilidades com outras, conquistou-me a mim por inteiro. Ah, meu querido, isto não está certo! Seja de uma só, seja somente um com a mulher que diz venerar. Não minta mais para mim, já vi tua verdadeira face, e isso me decepciona tão profundamente - por mais que haja felicidade de minha parte, por ter-te comigo - seja sincero comigo, com ela, com todas as outras. Ah, meu querido! Fico a ver suas declarações tão apaixonantes por ela, suas carícias quase que intermináveis ao longo da manhã, e ainda possui forças de espírito para rejeitá-la quando a vontade de se aventurar se torna fortemente desejável. Não é certo, meu querido, sabes bem! Não se finjas de sonso, peço-lhe com sinceridade, e seriedade. Sabes bem que sou uma fraude, que meu medo de entregar-me meu coração é uma imensidão. Não quero entregar-me; não para uma metade mal formada. Se quero-te, quero-te por inteiro, por todo o tempo. Também sei que se houvesse oportunidade de escolha, ela seria sua prioridade, pois então afaste-se de mim, ou eu mesmo o farei. Sejamos recíprocos, ou não sejamos nada mais. Ah, meu querido! Deixe os hormônios à parte, e desfrute intesamente o amor que ela reserva completamente para você. Fidelidade é confiança imposta, porém não cobrada. Sim, meu querido, cada palavra dita é o que a razão me impôs, e o que o coração despreza. Temos que ter a conciência ao lado, e saber que impossíbilidade é o que somos. Por mais que queira estar contigo, não poderia eu machucar uma alma tão inocente, que o ama tanto. Sinto muito, também o amo, mas não está na hora - se é que chegará a mesma - de aceitar-te com outra. Se a ama como diz, não diga, prove. Assim o admirarei, e por tal admiração; o amarei até o momento em que não aguentarei de tanto néctar de amor. Ah, meu querido! Orgulhe-me, e já valerá a pena ser, e não ser; tua.

Inserida por deborahstrougo