Paula Câmara Ferreira: Da minha garganta saem gritos que não...

Da minha garganta saem gritos que não são meus
Da minha mente sonhos com quem não conheço
Mentiras que desconheço
A cada segundo que passa é mais um problema que enfrento
A é uma guerra que eu não venço
É um sopro gelado
Que bate minha face, com a força da raiva
E da aflição!
Hei garotinha tem certeza que ainda bate teu coração?
Um sussurro... Uma idéia mal explicada
Uma jovem assassinada
Eu não quero que esse seja o meu fim!

Inserida por Paxazinha