By Ana Felix Garjan: Mundo, 21/07/2008 *Aos amigos...

Mundo, 21/07/2008

*Aos amigos Virtu-reais que moram ao lado
porque são irmaos - anjos da mesma nave.

ODE À AMIZADE

Parte I

Que você seja feliz sempre e plenamente
Que nossa amizade revele os dons da gente
Que as divindades nos protejam sempre
Que você sinta, saiba de minha fé em ti

Sinto tua beleza, tua energia e teus jardins
Escuto tua voz, ouço suave teu riso doce
E até escuto quando teu choro é muita dor

Sinta minhas mãos na hora da tua tristeza
Meu coração te dará força se precisares dele
Sempre terás meu abraço de solidariedade

Meus braços abrem-se em asas longas sim
para teu abraço de fé e confiança em nós
Meus braços estarão abertos nas alegrias
Como preciso dos teus na hora da tristeza

Meus ouvidos já sabem escutar tua voz
Eles aprenderam contigo a paciência, até
Eles sabem ouvir tua orientação e toque
Eu te reconheço como amigo e irmão de fé

Por isso posso dizer-te uma palavra agora?
Caso me escutes, falarei bem devagarinho
porque não tenho pressa, ou tenha talvez
de dizer-te, que não estamos aqui por acaso

Meus olhos te olham bem abertos e atentos
E eu te chamo de amigo, irmão e meu anjo
E te convido para ouvir um som, uma canção
Olhar paisagens, passear em poemas arte

Parte II

Que a arte da amizade seja poesia todo dia
Sigamos felizes e confiantes na arte da vida
Façamos o melhor por nós, e pelos outros
A humanidade está bem ao nosso lado, vês?

Ela nos pede que sejamos agentes da paz
e amigos do amor universal sem fronteiras.
Eu confio em ti nessa doce irmandade de fé

Parte III

Conta comigo porque amizade é esperança
Sinta e escute minha doce e forte alegria
Meu amigo, amizade só pode ser todo dia

Sobre nós haverá muitos sóis, luas, estrelas
novos astros a iluminar, protejer as noites
e os dias de novos caminhos encantados

O tempo não pára, mas posso recomeçar
nada pára no tempo, nem das naves virtuais
e é por isso que estou aqui ate esperar

By @Ana Felix Garjan@

Inserida por anaferreira