Anderson t. ramos: quando o mar beija, a areia vem voce...

quando o mar beija, a areia vem voce saciar o meu desejo,
nao seria de mar de rosas do meu beija-flor,
pois nao tenho dono,
sou terra devastada,
nao sou mata virgem,
sou o pao que te sacia,
a agua que te mantem,
sou sua vida,
enloqueço sua alma,
mas de ti sou,
refem

Inserida por dalbene