Carlucho Vitaliano: INSÔNIA Como dormir o sono insone, em...

INSÔNIA

Como dormir o sono insone,
em que a madrugada chega
trazendo o teu nome?
Tua veste, envolta em
poema desnudo acolhe-me
como braços de pagã paixão.
Quem vaga a noite
como fantasma errante?
De quem buscar alento
no universo sem sentido?
Ouvidos, a quem?

Inserida por odilabueno