Divine: Leve como o vento Escrevo sinto-me leve...

Leve como o vento
Escrevo sinto-me leve e solta como uma folha que cai da árvore mas com tanta serenidade que ao cair fica intacta.
Leve a flutuante eu sou uma pequena folha de tília, que afaga e acalma...
De movimentos graciosos olhar estranho e que fascina eu seria um leopardo cruel mas belo, caminhar ondulante leveza de felino, com espinhos mas sedosa a ser for seria uma rosa, entre vasos e canteiros nos mais secretos jardins.

Filha de quatro elementos menina de pés descalços.... Terra pura magia coração da vida mãe fértil que dá estabilidade, corpo, Fogo, que aquece a alma no Ar a inspiração imaginação sonho paixão desejo de liberdade.

Na Água do mar há pura magia que acalma e seduz um lençol de luz espelho da alma purificação intuição mistério ,não vivo sem eles não vou escolher um...
Se eu fosse um sentimento seria a paixão uma emoção de puro fascínio que vence barreiras e tiras as peneiras apaga as diferenças géneros, idades , sociais.
Mas lembrei-me agora que eu não sou nada...
Sou ar sem asas, sou fogo sem brasas, sou fonte sem água, caminho sem terra, Afinal quem sou eu???
Apenas mulher...

Inserida por Divine.