Divine: Caminho entre o arvoredo Pinheiros, eras...

Caminho entre o arvoredo

Pinheiros, eras e fetos

Um bosque de sonhos verdes

O sol espreita para me conhecer..

Sinto uma leve aragem no rosto

Não sei se é a brisa do arvoredo

Fadas, gnomos, ou talvez tu…

Xiu.. Deixa-me ouvir não fales tão alto

Uma leve brisa paira em todo este silêncio

Serena voz imperfeita uma linda melodia que me convida a dançar

Uma folha balança e cai, outra e mais outra..

Eu sou uma menina descalça que rodopia com as folhas

Um sorriso de criança a ânsia de querer mais..

O vento que passa despenteia-me o sol que brilha aquece-me

E eu sorrio…

Que sensação é esta?

Que pensamento que vontade que suavidade..

Faíscam-me as ideias e eu descobri

É só a felicidade…

Não sei defini-la nem achá-la ,a ela

É ela que me encontra a mim.

Inserida por Divine.