Manoel de Barros: Ninguém é pai de um poema sem morrer.

Ninguém é pai de um poema sem morrer.... Frase de Manoel de Barros.

Ninguém é pai de um poema sem morrer.

Manoel de Barros BARROS, M. Poesia Completa. São Paulo: Leya, 2011.

Nota: Manoel de Barros em Arranjos para assobio.

3 compartilhamentos
Inserida por dianapilatti