João Vitor Rocha: "Uma pena o ocorrido na noite...

"Uma pena o ocorrido na noite anterior.
Denegriu-me na frente de meus amigos e suas amigas, sem pensar.
Sua "meninada" não fez bem e causou um mal-estar, sabe disso. Peço que controle seu ciúmes de maneira a torná-lo mais sociável, mais brando!
Não pode de maneira alguma imaginar-se dona de alguém e sim companheira, amiga. Penso estar fazendo algo que deveria ter feito ontem, mas... Foi a melhor escolha, pois não tínhamos cabeça para tal, pelo menos eu não tinha!

Pequena, sou como um pássaro: se livre, canto aos deuses minha felicidade; se preso, me debato e faço noite no viver da pessoa amada.
Sou vítima de minha idade, por isso tenho medo de gostar/ amar você. Sabe por quê? Por que minha juventude não me permite, onde a certeza de estar com uma pessoa íntegra não me deixa errar e o erro é a forma do novo aprender, crescer.

Espero que me entenda e releve tal situação, pois "A forma mais justa de amar é não enganar.”, como sempre fiz.
Sua pureza é ímpar e por isso... Se um dia você reclamar saudade, me desculparei."

Inserida por JVRDentista