Nahuel Rodriguez: “Louco” Abri trilhos de um colchão...

“Louco”

Abri trilhos de um colchão duro e adormecido
O céu me consumia e engolia cada cacho de tecido
Meus pés corredores atingiam a sombra dos meus ouvidos
Esperava repor os meus sonhos coloridos
A cada pintura de casas e trigos
A cada escrita de um verso enlouquecido.

Inserida por nnanu