Cafuncio: Felicidade onde andas? No seio da...

Felicidade onde andas?
No seio da imensidão noturna, apegado ao vazio,
encontro em mim um pouco de nada, nada que chorei,
nada que amei. Encontro um pouco de tudo.
Tudo que sofri, tudo que chorei.
De nada adiantou chorar, se por quem chorei,
por mim nada sente. Se por quem sofri, lágrima alguma
derramou por mim. Ao menos tenho a convicção que estou vivo.
Já é um alento.

Inserida por cafuncio