Catarina dá mesquita: Como posso eu me calar Quando falo de ti...

Como posso eu me calar
Quando falo de ti e de mim
Como posso eu morder-te
Se tu nem olhas para mim
Este meu coração malrata minha alma enfim
Como posso eu ter saudades tuas
Viro a alma do avesso
Porque só sei gostar de ti
Dizem-me alguns que é vontade de te beijar
Eu apenas desejo contigo namorar
Nem que seja de mentira
Aos poucos falo-te desta minha paixão por ti doentia
Mas nego-a quando estou contigo
Apetece-me olhar-te
Debaixo para cima
Já viste como eu não consigo viver sem ti
Até te posso mandar mensagens todos os dias
Dizer-te que gosto de ti
Do teu sorriso
Do teu olhar
Do teu andar
De tudo um pouco nesta vida
Talvez não sejas isto que querias ouvir
Mas sou rebelde
Um dia morro por ti
Mandas-me beijinhos de todos os feitios
E qualidades
Meu coração chama por ti
Não , não é só respeito...

Inserida por CM