Bruno Bezerra: AGORA (o tempo presente) O futuro só...

AGORA
(o tempo presente)

O futuro só existe...
Na inquietude constante
De um presente amiudado.

E o passado sobrevive
Numa cela de vidro
De um presente que insiste
Em todo dia... sonhar acordado.

Inserida por celsor