Paulo Master: A Alegria do Poeta! É bom brincar com o...

A Alegria do Poeta!

É bom brincar com o amor, mas de uma forma muito criativa, e a criatividade que o amor exige encontra-se inserida em um dom quase divino, a dádiva de fazer do amor uma ferramenta onde todos possam se enquadrar, um caminho de flores em que seria possível qualquer um caminhar, uma poesia, um poema um poeta à recitar, uma lembrança de um lugar distante, um jardim florido, bonito, a felicidade.
Almejaste um carinho muito desejado, uma mulher, uma amante, um artista que faz de sua vida sua obra e de sua obra a esperança de muitos, o sonho de todos, todos os sonhos se encontram na melodia harmoniosa de um lindo poema, um coração que outrora fosse poesia, se fazendo maestria onde levaria consigo a esperança de muitos, alguns sofridos, outros aflitos, mas todos sentidos de um desejo ressentido, quem sabe um amor perdido ou nunca encontrado, meramente achado, mas que nunca conseguiu se aproximar.
A alegria poeta é isso, o dom misericordioso de um ser que traz ao nascer como bagagem um coração, que carrega dentro de seu interior muitos sonhos, os sonhos de uma sociedade que não se acostuma com a falta do amor, que vive ao lado do sofrimento e na sombra do desespero emocional de tentar viver um sonho encantado que muitas está ao lado, mas não consegue enxergar.
A alegria do poeta é isso, ser reconhecido, compreendido e como um ser dotado de uma alma normalmente comum, mas que em seu interior carrega o mais primordial dos sentidos, a essência do amor!!

Inserida por Paulo-Santana