Mino: Vidas perdidas, Em horizontes...

Vidas perdidas,
Em horizontes esquecidos,
Sentidos transformados,
Pelos dias que teimam em não passar,
A vida, já foi à muito,
E o sentimento outrora fechado,
Transformou-se em algo triste e sombrio.
A tez pálida, teima em permanecer no rosto
Daqueles que um dia tiveram vida.
Os lábios que sorriam,
Perderão sua cor,
E as manhãs teimam em chegar.
Lutam contra eles próprios,
A guerra continua nas suas mentes,
Como memórias vivas,
Que nunca têm fim.
E o sentimento de abandono,
De terror estampado no rosto,
Já faz parte das suas vidas....
Vidas perdidas,
Que não voltam mais,
Mas que por força das circunstâncias,
Têm que voltar,
Em forma de pesadelos,
E de lembranças que os matam,
Eles já não vivem,
Já perderem a sua identidade à muito.
Já não sabem que são.
Vagueiam pelo mundo,
Mortos por dentro,
Filhos de uma vida injusta,
Que teima em querer lembrar-lhes dos seus pesadelos.
Presos nessa guerra, que lhes queimou a alma
E os deixou sem saída.
Eles são muitos,
E andam por entre nós,
Os que carregam o peso do mundo nas costas!

Dedicado a todas as pessoas que sofrem, e que não conseguem sair desse sofrimento. Porque essas pessoas merecem toda a nossa consideração. Precisam de alguém que lhes diga... Não vais por aí... ou "estou aqui, se precisares"...

Inserida por zacum