Emanuel Wertheimer: O ingrato merece indulgência,...

O ingrato merece indulgência, realmente; o que ele faz, tão-somente, é confundir-se com o seu benfeitor.

Inserida por agf